Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Ah, fadista!!!

25.05.09publicado por Gato Pardo

Sou um adepto confesso de casas de fados...

Dá-me um certo gozo ver o pessoal já meio atestado (meio uma porra, só estão de pé porque estão por norma apoiados em cadeiras, mesas ou uns nos outros tipo confrarias do tintol...) a desbobinar o sentimento todo guardado durante anos nas entranhas mais profundas do seu esófago...

Somos um povo que vive a sua música...Então quando se trata de fado, meu deus...Saiam da frente...Quando se diz que a Amália vive dentro de cada um de nós, há malta que leva isto no sentido literal da palavra...Certo, não me refiro a um qualquer tipo de canibalismo a respeito da nossa diva, mas com a dose certa de álcool enfiado pela goela abaixo, é ver o pessoal a abrir as goelas e lá vai alho...

Gosto do ambiente das casas de fado...Gosto do ar rústico da coisa, do pessoal a falar alto como se estivessem num concerto dos AC/DC, dos jarros de tinto carrascão a surgirem do nada como se o dono do tasco tivesse uma cooperativa vinícola na cave...

Gosto especialmente das noites amadoras...Sem qualquer desconsideração pelos profissionais (que são isso mesmo...Profissionais...), mas as noites amadoras permitem a um gajo observar alguns pormenores fabulosos...

Primeiro, homem que é homem tem de emborcar um valente copo de tinto antes de embarcar (emborcar...embarcar...) na extraordinária aventura que é cantar um fadinho para 2 dúzias de gajos mais bêbados que ele...Depois, como o calor deve apertar, é ver esse pessoal de camisa desapertada até ao umbigo, como se do Zezé Camarinha se tratasse (you look very white...Drink a copo of red vinhate...)...E à medida que o sentimento brota, o suor escorre pelo corpo do homem como se o tipo tivesse um sistema de rega embutido nos sovacos...E por norma, o fado que cantam é sempre assim uma coisa bem castiça tipo "Passei noites de roda da tua janela, mas tu andavas era enrolada com ela...Emborquei 4 copos de tinto até que fui ter a com a tua vizinha do nº 5..." É um espectáculo digno de se ver...

Já quando são as senhoras a cantar o fado, a coisa é deveras sentimental...Os xailes negros, o sofrimento é tangível (então quando o taberneiro nos diz que o vinho acabou, é de levar um gajo às lágrimas...)...São mais fados de amor, o marinheiro que foi ao mar e levou com uma onda nos cornos e nunca mais voltou, o gajo que foi para o Ultramar e levou com uma granada nos cornos e também não voltou (ou se voltou, foi em forma de puzzle de 500 peças...) ou o gajo que foi comprar cigarros à rua e surpresa das surpresas, também não voltou...

Resumindo...Gosto de casas de fados...

PS - Mariza, Mafalda Arnauth ou Mísia...Adoro-vos...Sou fã...Camané...És um porreiro...

Hoje deu-me para brincar com o fado...

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.